Última Hora
recent

Maria Borges recebida em audiência pela Ministra da Cultura

A internacional modelo angolana, Maria Borges, comprometeu-se, nésta quinta-feira(03), durante um encontro com a ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, a apoiar a divulgação da cultura angolana no exterior.


Maria Borges manifestou total disponibilidade em divulgar o nome do país na arena internacional, como forma de contribuir também para a promoção das belezas naturais do país, hábitos, usos e costumes das diferentes regiões. A modelo adiantou que vai usar o seu trabalho para divulgar a imagem de Angola e encorajar a juventude angolana a prosseguir com empenho e dedicação no processo de reconstrução e de desenvolvimento nacional.

“É um prazer enorme poder conhecer pessoalmente e trocar impressões com a titular da pasta da cultura do executivo angolano, penso que é algo que devia ter acontecido há mais tempo, mas por motivos de agenda não me foi permitido. Agradeço a Ministra pela recepção calorosa, pelos conselhos e também por permitir-me dar-lhe a conhecer, sobre como funciona o mercado da Moda a nível do mundo”.

A modelo referiu que a sua promoção profissional e pessoal resulta de uma intensa aprendizagem e esforço para ultrapassar as dificuldades encontradas, tendo em conta que teve uma infância humilde e está consciente que o seu sucesso resulta de uma atitude positiva e de muita motivação. Por seu turno, a ministra da Cultura, Carolina Cerqueira, aproveitou a oportunidade para encorajar os jovens artistas angolanos a comprometerem-se na defesa e transmissão dos valores familiares, morais e cívicos, assim como na valorização da identidade cultural do país durante a sua actividade no interior e exterior de Angola.

A ministra sublinhou que os jovens angolanos devem, sempre, ter em conta os valores positivos na convivência familiar e social para melhor contribuírem para a tranquilidade e estabilidade nos meios em que estão inseridos, através de exemplos de vida e de uma actuação irreparável na sociedade e nas relações humanas. “Estamos muito felizes por esta visita e por representar o nosso país nos maiores palcos da moda. Penso que é muito satisfatório ter uma jovem angolana entre as cinquenta(50) pessoas mais influentes em África.

Parabéns pelas conquistas e gostaríamos de contar consigo para divulgar lá fora a realidade angolana, o que nós fazemos na nossa cultura e na nossa arte, temos uma agenda muito rica sobretudo no domínio da música, moda e teatro. A juventude angolana interessa-se muito pelas industriais culturais”, Carolina Cerqueira frisou ainda a importância dos jovens valorizarem, preservarem e divulgarem, cada vez mais, a cultura angolana, com particular para a defesa do rico património Nacional, com realce para os monumentos e sítios históricos culturais e a vasta riqueza natural da fauna e flora nacional.

A ministra felicitou a modelo pela sua reconhecida carreira internacional e o seu exemplo de vida e de conduta, o que poderá inspirar muitos jovens angolanos no país e na diáspora pois o mundo da moda é um dos espaços privilegiados para divulgação no exterior da imagem positiva e galvanizado de uma Angola unida, pacífica, moderna e empenhada no desenvolvimento humano e crescimento económico.

Carolina Cerqueira reconheceu na ocasião que o processo de internacionalização da cultura angolana passa também pelo mundo da moda, por se tratar de uma área de muita atracção e interesse e que congrega diversas personalidades mundiais de várias regiões do globo, pelo que a modelo angolana poderá ser uma activista permanente a favor da promoção da imagem de Angola.

A titular da pasta da cultura angolana, convidou a modelo para uma visita ao CEART, instituto médio de artes. Na visita ao Instituto nesta sexta-feira (04), a modelo foi recebida pelo Director do CEART Eusébio Pinto e acompanhada por membros do Ministério da Cultura. Maria Borges visitou os vários compartimentos daquela instituição escolar e conversou com os alunos durante uma palestra realizada num no auditório da mesma.

“Sentimo-nos muito gratos por esta surpresa, é uma honra receber uma modelo internacional no nosso instituto para falar com os formandos. Penso que é um gesto motivador para eles, conseguimos perceber na palestra que a admiram e acompanham o seu trabalho e muitos deles puderam saber mais sobre a modelo que até a bem pouco tempo só conheciam pelas noticias e Tvs”,sublinhou o director do instituto. Maria Borges , sentiu-se honrada pela oportunidade de estar com jovens talentosos e com futuro brilhantes no domínio das artes.

Conversou, brincou e tirou fotos com todos eles. “Estou realmente emocionada por esta oportunidade. É um projecto incrível do Ministério da Cultura, algo que o país merecia e que muitos jovens como eu estávamos a espera há muito tempo. Emocionei-me ao perceber que jovens como eu, que amam as artes, falem de mim como fonte de inspiração. Mas, eu digo que a força e o trabalho que eles me mostraram hoje, acabei por ficar inspirada por eles”, revelou a modelo, ligeiramente emocionada. A jovem angolana, que tem dado cartas nas passerelles internacionais, foi descoberta no concurso Élite Model Look, aos 17 anos de idade.

Agenciada de imediato pela Step Model, participou no concurso “Ford Supermodel of theWorld Angola”, sendo a vencedora do mesmo. Começou discretamente no mundo da moda internacional, com participações nas semanas da Moda Lisboa e Portugal Fashion, e dalíparticipou na Fashion Weeks de Nova Iorque e Milão e fez numa só temporada 17 desfiles nos EUA. Em Itália, foi a manequim escolhida para abrir o desfile da marca Rocco Barrocco, honra normalmente reservada às grandes Top Models.

A residir em Nova Iorque, Maria Borges é a única angolana a participar na Semana da Alta Costura de Paris, e em todas as semanas oficiais do circuito internacional de moda: Paris, Milão, Londres e Nova Iorque, onde em Janeiro de 2013 foi classificada em 1°. lugar no ranking das modelos negras, com 18 desfiles confirmados. Desfiles para Givenchy, Jean Paul Gaultier, Kenzo, Pacco Rabanne, Tom Ford, Oscar de laRenta, Monique Lhuillier, Zac Posen e MaxMara, campanhas para a Tommy Hilfiger e Forever 21 nos EUA, e um editorial na Vogue Itália comprovam o estatuto de “Top ModelInternacional” de Borges.

Actualmente Borges é mais conhecida por participar nos desfiles da Vitoria’s Secret, onde desfilou em 2013, 2014, 2015, 2016 e 2017. Em 2016 Maria Borges fez história por ser a primeira modelo negra a usar o seu cabelo natural, transformando-se na “única modelo angolana a desfilar por 5 vezes consecutivas no Vitoria’s Secret Fashion Show. Foi designada pela Forbes África Magazine’scomo “Top model de 2013″.
SKN Angola

SKN Angola

Sem comentários:

Com tecnologia do Blogger.